A verdade incoveniente por trás do Google Chrome

O lançamento do navegador Chrome foi o passo mais importante (até o Android) do Google na sua caminhada napoleônica de dominar a internet. Alguns se renderam à sua 'belezura', outros à velocidade de navegação, muitos ao poder da ferramenta, mas o que ninguém percebeu que se trata do maior spyware já criado.

chrome star

A chamada da capa da revista Veja desta semana (ed. 2077): "O Google quer saber tudo sobre você" impressiona, mas lá dentro a reportagem DEBAIXO DO CAPÔ DO CHROME dá mais ênfase à engine do programa e aos avanços tecnológicos da ferramenta, dando apenas um alerta do uso inteligente que o navegador faz do histórico de navegação em que os hábitos dos usuários serão usados para desenvolvimento de negócios do Google.

Acontece que essa é a chave da questão. Há exatamente um ano o Undergoogle postou "Google, VeriSign e o tráfego na Internet", comentando o porquê do rumor de uma aquisição da VeriSign pelo Google. Esse seria o ato mais caro rumo à dominação da internet.

Resumindo o que Ricardo Vaz Monteiro disse, a liderança do Google como ferramenta de pesquisas representa apenas uma parte do uso da internet, que é o tráfego indireto (o internauta vai para o Google que lhe direciona para outro endereço), mas cerca de 70% do tráfego da internet é feito diretamente pelo internauta digitando o endereço no navegador ou clicando em link ou outras formas qualquer sem consultar um oráculo desses. Mais da metade dos domínios existentes na internet são .com ou .net e é na VeriSign onde as informações sobre a navegação direta de todos os domínios .COM e .NET são gerenciadas - na época do post eram cerca de 30 bilhões de queries por dia! (leia mais detalhes lá). Portanto, nada mais lógico se pensar nesse M&A.

Imagina a fábula que custaria essa transação. O desenvolvimento do Chrome foi a solução mais barata. E pelo buzz criado esse caminho nem será tão lento como se poderia esperar.

Mas cá entre nós, o Google já vem coletando as informaçoes do tráfego direto há muito tempo através do AdSense e do DoubleClick de forma reativa, agora com o navegador fará isso de forma pró-ativa.

Não tem mais jeito, o negócio é relaxar e ver onde o Google nos levará.

Próximo
« Post Anterior
Anterior
Esta é a página mais antiga
Obrigado pela sua colaboração